segunda-feira, outubro 16, 2006

Meu mestre minha vida...

Ontem (domingo dia 15 de Outubro) foi o dia dos professores no Brasil...professores...professores que mereciam mais respeito, que mereciam melhores salários e que não mereciam ser descartados quando a idade já é avançada. Mas que tipo de tratamento é esse que o Brasil tem com os mais experiêntes, porque professores acima dos 50 anos de idade já não são valorizados. É incrível isso, tenho um exemplo claro na minha família, tanto meu pai quanto minha mãe foram professores, porém com a idade chegando já não conseguem se realocar no mercado.
Não entendo como a experiência pode ser uma barreira, porque apenas os novos agora tem vez? Não entendo como podemos dizer para um professor experiente: você é muito velho para o cargo, precisamos de sangue novo. É uma falta de respeito para quem dedicou a vida para ensinar.
Fui professor dos 20 anos até os 27, ensinei desde o leigo total em computadores, até profissionais de alto nível que em outras situações também fui aluno. Aprendi o quanto é bom ensinar e aprender na sala de aula, aprendi que estar na sala de aula requer paciência, dedicação dentro e fora da sala de aula e acima de tudo: aprendi que só consegue ser professor quem ama o que está fazendo. Nimguém escolhe ser professor por uma realização financeira, a profissão de professor é puro amor.
Minha família é composta por vários professores: meu pai, minha mãe, meus tios e primos, todos com este mesmo dom de ensinar. Eu tive esta sorte de poder lecionar, sinto falta disso e espero um dia poder exercer novamente, seja aqui ou no Brasil.
O que me deixa orgulhoso é saber que a última turma que lecionei na Faculdade Grande Fortaleza (antiga Gama Filho) foi uma turma de sucesso, com alunos aos quais eu criei uma amizade, foi uma excelente despedida da função. Pude compartilhar a sala dos professores com os que foram meus mestres durante meu curso superior (entre eles o Prof. Moisés, Prof. Aldair, Prof. Chagas e Profa. Adriana). Foi muito importante sair do Brasil tendo este gostinho de conviver com todos eles e no final receber essa que foi uma homenagem da minha turma. No dia da formatura eu não estava presente, já estava aqui nos Estados Unidos, porém eles lembraram de mim e me agraciaram com esta placa e como Patrono da Turma.

Viva os Professores, nossos mestres que nos guiam em nossas vidas!!!

2 comentários:

Jorge Barata disse...

"Fui professor dos 20 anos até os 27, ensinei desde o leigo total em computadores,..."
Eu fui um dos leigos que você ensinou no curso CCNA. Eu que não sabia nem o que era um mac address e você acreditou em mim. Lembra quando você falou pra uma turma de windows 2000 Server an Lanlink, que eu era um exemplo de força de vontade? Você não sabe o quanto me ajudou com aquelas palavras, e ainda me ajuda.
Professor Yuri, você merece os parabéns.

Yuri Diogenes disse...

Grande Jorge,

Apenas vi seu potencial dentro daquela turma e fiz questão de enfatizar isso para todos os outros. Você de fato é determinação pura e para um professor, ter um aluno como você é algo recompensador.

Grande Abraço,

Yuri Diógenes