terça-feira, dezembro 16, 2008

Êta que o tempo passa voando...

Nossa como o tempo voa, hoje completo 5 anos aqui nos EUA e completo 34 anos nesta vida que Deus me deu. Vim para ca justamente no dia 16 de dezembro de 2003, mais doloroso impossível. Primeira vez fora do Brasil, primeira vez longe da minha esposa, filha, mãe, pai, amigos...primeira vez longe de tudo que conhecia.

Hoje quando acordei para deixar a Yanne na escola estava fazendo -10 graus (Celsius), vesti 3 camadas de roupa para sair e lembrei da minha inocência há 5 anos quando vim para cá apenas com uma simples camisa de manga comprida (de moleton) e achando que ia ser suficiente, bobinho...quase congelo no primeiro dia. Nada foi fácil, absolutamente nada. Equanto outros amigos que também vieram na mesma época trziam uma ótima poupança eu não pude fazer o mesmo. Minha família precisava ficar anparada no BR e eu não tinha como trazer muito, ou seja, vim apenas com 500 dólares no bolso e uma bagagem cheia de esperança e sonhos. É isso mesmo, 500 doletas e muita disposição para trabalhar. Lembro que no meu primeiro dia na Microsoft eu fui a pé (morava a cerca de 3 quadras do trabalho) só que meu amigo, o frio quase me congela....quando cheguei no segundo bloco meu nariz já tinha ido para o espaço, totalmente dormente. Cheguei para me apresentar quase sem conseguir falar, pense num cabra que vem de um sol na muleira, lá de Fortaleza, pegar -5 graus logo no primeiro dia. Não foi fácil, mas algo me dizia que tudo iria valer a pena...não foi fácil esperar a Ale e a Yanne chegar, foram 6 meses de solidão, tristeza, esperança e trabalho, muito trabalho.

Graças a Deus hoje eu posso dizer que não só valeu a pena, mas também foi o mais acertado passo da minha vida. Profissionalmente foi um avanço incrível, hoje trabalho na empresa que sempre quis trabalhar (Microsoft), assinei um contrato com a Microsoft Press para o lançamento de um livro ano que vem, estou escrevendo este livro com autores que eu lia sobre eles quando eu estava no Brasil, hoje nos reunimos em uma mesa de bar para tomar uma e discutir os próximos passos do projeto, em fim tudo que planejava em meus sonhos profissionais vem se realizando e sei que tem muito mais por vir. No lado pessoal então nem se fala, hoje eu vejo a minha esposa e minhas filhas com olhos que nunca havia visto. A distância nos fez virar uma só pessoa e mais que nunca vivemos em harmonia e felicidade.

Por mais que exista crise econômica, posso dizer que aqui no Texas não sentimos nada desta crise, na realidade até melhorou, pois o dólar aumentou e a gasolina baixou. Antes eu pagava U$ 3.50 por galão (aproximadamente 3 litros), hoje enchi o tanque do carro com U$ 18.00, pagando U$ 1.43 por galão. Ao contrário do Brasil o preço da gasolina aqui baixa em determinadas temporada do ano. Muita gente acha que nos EUA tem muita gente preconceituosa, que americano quer ser mais que os outros, engana-se em alto grau quem generaliza isso. Assim como qualquer país, aqui tem gente boa e gente ruim, gente que lhe trata como rei e gente que nem sequer olha pra você. Eu tinha exemplos de comportamentos semelhantes no Brasil, então não vejo por que generalizar. O fato é que aqui, pelo menos é possível ver resultado do trabalho, a recompensa vem e todo aquele esforço feito antes faz valer a pena. Adoro o Brasil, acho que vou um dia voltar, mas por enquanto aqui é onde consegui realizar sonhos de criança, realizar os sonhos da minha filha, aqui planejo algo sabendo que será possível alcançar e consigo ver acontecer e é por isso que estou aqui.

Mas e os amigos? Quanta saudade de todos....essa parte é claro que é difícil, mas hoje graças ao Orkut e ao Facebook tenho contato com pessoas que há tempos não via, como meu amigo Fabiano Pimentel, que convivi tanto tempo durante meus 14 para 17 anos. Como meu amigo Emerson Oliveira que não vejo desde de 1992, mas o re-encontrei no Orkut. Além de todos os outros que hoje me parabenizaram virtualmente. Eu fico muito feliz por esta visita virtual, as vezes é difícil parar na frente do computador e usar alguns minutos para parabenizar um amigo, sei que pelo menos hoje todos os amigos que por lá passaram, por alguns minutos pensaram em mim, e agradeço muito por isso!!

3 comentários:

Fabiano disse...

Procurei algo para dizer, escrever, sei lá!
But, Mas...
'no coments'
Você é meu irmão, sabe disso!
Abraços

Edivaldo disse...

É UMA HISTORIA DE VIDA....É UMA SAGA...É MUIRO BOM QUANDO SE TEM PRA CONTAR....
PARABENS, ME ORGULHO DE VC.
BEIJÃO DO PAI

Daniel Schaeffer disse...

Olá Yuri,

Muito bacana teu relato e tua história de vida. Meus parabéns pela tua determinação!

Um forte abraço,
Daniel Schaeffer