sexta-feira, fevereiro 29, 2008

Certificação Profissional

Eu comecei a estudar para certificação profissional no formato “old school”, era com o Resource Kit do Windows na mão, lendo todos os dias pelo menos um capítulo. Como foi difícil a primeira prova, era o bloqueio do inglês que não ajudava, era a pressão de ter que passar para ajudar a empresa que eu trabalhava a tirar a certificação de parceiro Microsoft, em fim, foi um suplício.
Hoje, muita gente parte para a maneira mais fácil de passar em prova, que é através da memorização de perguntas e respostas, famoso braindump. Muita gente acaba se enganando que é certificado e ao pegar o primeiro emprego que de fato exige os conhecimentos que “teoricamente” deveria ter aprendido, entra em pânico.

Tem também os do contra, não esqueço de uma frase que ouvi de um antigo gerente de uma empresa que trabalhei no Brasil: certificação não prova nada e não vale nada. Meu amigo, foi difícil ouvir isso calado, pois o cara simplesmente jogou no lixo todo o trabalho que tive de horas e horas de estudo. Na sala tinha muita gente totalmente desatualizado em certificação, estes ficaram do lado do chefe os outros que estavam atualizados em tudo ficaram realmente frustados com tal declaração. Mas, o tempo mostrou quem estava certo e quem estava errado. Hoje, este prezado amigo está na corrida para atualizar o MCSE para Windows 2000 (ainda) para poder entrar de volta no mercado.

Quando eu fiz a minha primeira prova em 1997 eu não tinha acesso a simuladores, Internet era algo ainda precário do ponto de vista de quantidade de informação e acessibilidade, em fim, era tudo meio que na marra. Porém, tiveram conceitos que aprendi estudando para Windows 95 que até hoje me servem. É aí que está a beleza de ser de fato certificado, é aprender mesmo, o título tem que ser apenas uma coroação para seu saber.

De 1997 para cá nunca parei de fazer prova, algumas requerem mais estudos, outras requerem mais dias de leitura. Porém, uma coisa que é necessário entender é que quando você começa a ganhar experiência não só no produto, mas também no fato de fazer prova, tudo fica mais simples. Antes eu estudava dois meses ou três para fazer uma prova, agora, dependendo do produto e da minha familiaridade com ele, estudo duas semanas.

Quando fiz minha prova Beta de Windows Server 2008 eu estudei duas semanas e passei, sem ter um material dirigido, apenas lendo o help e alguns artigos. Muito diferente dos três meses que levei para fazer a prova de Windows NT usando um material preparatório. O que é isso? Isso chama-se experiência adquirida. Agora que tenho todos os conceitos, fica muito mais fácil aprender o que vem de novo.

Estou explicando isso pois vejo alguns amigos e ex alunos que me perguntam: quanto tempo você leva para estudar para uma prova? Qual material que você usa? Estas perguntas vão variar pelo ritmo de cada pessoa. Porém, há algumas coisas que são fatos para mim:

- Livro: ler um livro preparatório para o exame ajuda e muito. Já ouvi lendas que dizem que livros não ajudam, isso não é verdade. Com um livro preparatório você tem muito mais chances de passar na prova em menos tempo, pois você não vai perder tempo tentando aprender coisas que nem serão cobradas no Exame.

- Conhecimento do Produto: ter muita experiência no produto ajuda muito, sem dúvida. Porém, há situações em que o produto é novo, então a pergunta é: como vou ter experiência? Muito bom, a resposta é: instale, configure, simule, teste, quebre, conserte, desinstale. Hoje em dia com o uso de máquinas virtuais tudo isso ficou imaginavelmente mais fácil. Antes, tínhamos que particionar o disco em 2 no mínimo e usar uma partição para ficar brincando com o produto, quando quebrávamos e não conseguíamos consertar aí era o caos. Agora, basta fazer o backup do VHD antes de começar a brincar.

- Horas de Estudo: tem muita gente que pensa que apenas o fato de estar instalando, configurando e brincando com o produto é suficiente, não é mesmo. Para de fato aprender é preciso ler, é preciso ler artigos, ler documentação, ler o help, ler, ler e quando estiver cansado de ler, leia mais um pouquinho. Não basta instalar e configurar o produto, tem que saber porque ele está se comportando daquela forma.

Acredito que com estes três pilares em mente é pouco provável que você não se dê bem nos estudos. Veja que estou dizendo: se dê bem nos estudos. Não digo “se dar bem na prova” pois existem outros fatores que podem lhe atrapalhar na hora da prova, entre eles: nervosismo, bloqueio (famoso brancão), etc. Em outras palavras: seu psicológico pode ser seu inimigo neste dia, por isso é preciso também trabalhar bastante este lado.

Em fim, certificação é algo que continua muito, mas muito necessário nos dias de hoje. Aqui na Microsoft temos “commitments” (obrigações) de manter nossa certificação atualizada, não só a básica para os engenheiros (que é MCSE), mas também as certificações de especialidade (no meu caso ISA Server). Porém, você tem livre arbítrio de fazer outras trilhas se achar que é interessante para sua carreira. No meu caso, trabalho no time de segurança do ISA Server e IAG, é um time de especialidade e vejo estes dois produtos o dia inteiro. Não trabalho mais com nenhum outro tipo de produto, porém, trabalho ao lado do time de FCS (Forefront Client Security), e achei super interessante saber mais sobre ele. De um mês para cá vinha estudando o produto, duas semanas atrás fiz a prova 70-557 e passei.

A moral da história é: certificação é algo que lhe ajuda a ter confiança no que está falando, ser reconhecido pela comunidade e além de tudo, oferecer a você empregabilidade.
Agora ta bom de prosa, hora de estudar.

Grande Abraço,

Yuri Diógenes
MCP, MCP+Internet, MCSE+Internet, MCSE (NT, 2000, 2003) MCTS (Windows Vista, Windows Server 2008, ISA Server 2006, Forefront Security and Server), MCITP (Windows Vista), MCDST (Windows XP), MCSA+Security (2000 e 2003), MCSE+Security (2000 e 2003), MCSE+Messaging (2000 e 2003), MCSA+Messaging (2000 e 2003), CCNA, CCNP, Security +, Network +.

4 comentários:

Daniel Schaeffer disse...

Olá Yuri,

Muito interessante seu artigo! Penso exatamente da mesma maneira que você. Recentemente fui aprovado nos exames 70-270, 70-271, 70-272 e 70-290 e estou a uma prova da certificação MCSA. Meu metodo de estudo é o mesmo que você citou. Inclusive acabei de publicar uma série de dicas para o exame 70-290 no qual fui aprovado ontem, no site da TechNet. O endereço é http://forums.microsoft.com/Technet-BR/ShowPost.aspx?PostID=3246863&SiteID=29. Se possível gostaria que você desse uma olhada e avaliasse o material.

Abraços e novamente parabéns pelo ótimo texto.

Daniel

q disse...

certificação é algo que lhe ajuda a ter confiança no que está falando...

Sem palavras !

André Rocha disse...

olá Yuri,


Sou iniciante nas certificações microsoft, pretendo seguir seu método de estudo. E dizer que para mim e pessoas como você que me motivam a buscar cada dia mais o conhecimento.

Yuri Diogenes disse...

Obrigado André, continue neste caminho do estudo que sem dúvida seu futuro será de sucesso !!

Abração,

Yuri Diogenes